Joomla Templates and Joomla Extensions by JoomlaVision.Com

O que você achou do novo site da LT?
 
Obrigado pela visita. Seja bem-vindo(a) ao nosso site.

Buscando ser referência em Cirurgia Plástica, a LT, conta com um moderno centro cirúrgico  com três salas equipadas e planejadas para a segurança e conforto dos clientes; seis leitos de  RPA / UTI para recuperação pós-anestésica; três apartamentos e sete leitos hospital dia. Consultórios para atendimento ambulatorial com suporte pós-operatório e check up pré-operatório completo. Desde 2006, Leonardo Araújo e Araújo está a frente de uma equipe altamente qualificada que atua em sintonia com suas técnicas e filosofia.

A decisão de fazer uma cirurgia plástica não é fácil. É um momento em que você busca muitas informações para ter mais segurança na hora de escolher o seu médico, o melhor procedimento para o seu caso e os materiais utilizados em sua cirurgia. 

Pensando em facilitar esse momento, o Workshop de Prótese de Mama realiza todos os meses uma palestra criada especialmente para pacientes, onde o Dr. Leonardo Araújo e Araújo é um convidado especial explicam detalhadamente tudo o que envolve a realização e o pós-operatório de uma mamoplastia de aumento.


É muito importante estar ciente que a cirurgia plástica, mesmo a estética, envolve obrigação de meios, e nunca de fins; segundo resolução 1621/2001 ARTIGO 4º do Conselho Federal de Medicina. Assim, a Cirurgia Plástica de estética não vende um resultado e sim um meio de através de técnicas da medicina possa melhorar seu aspecto físico. Mas nunca pode garantir que vai alcançar o resultado desejado. 

 
Developed by JoomlaVision.com

Otoplastia (orelha de abano) 

  Muito obrigado pelo seu interesse, em primeiro lugar quero deixar registrado meu agradecimento e me manter a disposição para qualquer esclarecimento.  IMPORTANTE: As informações fornecidas não tem como objetivo substituir qualquer etapa do tratamento médico ou indicar qualquer tipo de procedimento ou cirurgia. O paciente sempre deve passar por uma consulta com um médico adequadamente treinado antes de utilizar qualquer procedimento ou exame mencionado neste site. Com relação aos valores, normalmente, o valor do procedimento cirúrgico (honorários de anestesista, equipe cirúrgica, e custos hospitalares), são de R$ 4.600,00 (quatro mil e seiscentos reias) mais 5% de impostos. Destes valores a única quantia que realmente deve ser avista são os R$ 600,00 (seiscentos reais) do anestesista mais os 5% de impostos; os R$ 4.000,00 (quatro mil reais) restantes podem ser financiados em até 24 vezes através de planos de financiamentos “Credito Saúde”, "Saúde Service", que podem financiar a parte cirúrgica através de custodia de bancos (cheques), ou em cartões de crédito com juros de 2 a 3,6 % a.m.Curta nossa página no Facebook e por favor, deixe seu comentário, pode ter certeza que sua opinião é muito importante e vai interessar a muita gente.  Aproveito a oportunidade para, mais uma vez, agradecer o interesse, mantendo-me a disposição para quaisquer ulteriores esclarecimentos que se fizerem necessários.  

Mais...

Tamanho ideal da prótese de silicone. 

  Muito importante deixar registrado que nossos vídeos e transmissões tem caráter exclusivo de esclarecimento e educação da sociedade interessada ao assunto, não cabe ao mesmo agir de forma a estimular o sensacionalismo, a autopromoção ou a promoção de outro(s), sempre assegurando a divulgação de conteúdo cientificamente comprovado, válido, pertinente e de interesse público. As informações presentes aqui não tem como objetivo substituir qualquer etapa do tratamento médico ou indicar qualquer tipo de procedimento ou cirurgia. O paciente sempre deve passar por uma consulta com um médico adequadamente treinado antes de utilizar qualquer medicamento ou realizar qualquer procedimento ou exame mencionado neste vídeo.

Mais...

Tipos de formas das próteses de Silicone. 

Muito importante deixar registrado que nossos vídeos e transmissões tem caráter exclusivo de esclarecimento e educação da sociedade interessada ao assunto, não cabe ao mesmo agir de forma a estimular o sensacionalismo, a autopromoção ou a promoção de outro(s), sempre assegurando a divulgação de conteúdo cientificamente comprovado, válido, pertinente e de interesse público.   As informações presentes aqui não tem como objetivo substituir qualquer etapa do tratamento médico ou indicar qualquer tipo de procedimento ou cirurgia. O paciente sempre deve passar por uma consulta com um médico adequadamente treinado antes de utilizar qualquer medicamento ou realizar qualquer procedimento ou exame mencionado neste vídeo.

Mais...

Qual a melhor cicatriz: axilar, peri areolar, ou submamária? 

Muito importante deixar registrado que nossos vídeos e transmissões tem caráter exclusivo de esclarecimento e educação da sociedade interessada ao assunto, não cabe ao mesmo agir de forma a estimular o sensacionalismo, a autopromoção ou a promoção de outro(s), sempre assegurando a divulgação de conteúdo cientificamente comprovado, válido, pertinente e de interesse público. As informações presentes aqui não tem como objetivo substituir qualquer etapa do tratamento médico ou indicar qualquer tipo de procedimento ou cirurgia. O paciente sempre deve passar por uma consulta com um médico adequadamente treinado antes de utilizar qualquer medicamento ou realizar qualquer procedimento ou exame mencionado neste vídeo.

Mais...

Silicone, atrás da glândula ou atrás do músculo? 

Muito importante deixar registrado que nossos vídeos e transmissões tem caráter exclusivo de esclarecimento e educação da sociedade interessada ao assunto, não cabe ao mesmo agir de forma a estimular o sensacionalismo, a autopromoção ou a promoção de outro(s), sempre assegurando a divulgação de conteúdo cientificamente comprovado, válido, pertinente e de interesse público. As informações presentes aqui não tem como objetivo substituir qualquer etapa do tratamento médico ou indicar qualquer tipo de procedimento ou cirurgia. O paciente sempre deve passar por uma consulta com um médico adequadamente treinado antes de utilizar qualquer medicamento ou realizar qualquer procedimento ou exame mencionado neste vídeo.

Mais...

Qual a idade certa para fazer uma mamoplastia? 

Muito importante deixar registrado que nossos vídeos e transmissões tem caráter exclusivo de esclarecimento e educação da sociedade interessada ao assunto, não cabe ao mesmo agir de forma a estimular o sensacionalismo, a autopromoção ou a promoção de outro(s), sempre assegurando a divulgação de conteúdo cientificamente comprovado, válido, pertinente e de interesse público As informações presentes aqui não tem como objetivo substituir qualquer etapa do tratamento médico ou indicar qualquer tipo de procedimento ou cirurgia. O paciente sempre deve passar por uma consulta com um médico adequadamente treinado antes de utilizar qualquer medicamento ou realizar qualquer procedimento ou exame mencionado neste vídeo.

Mais...

Missão, Visão, e Valores 

  Missão“Atender e superar as expectativas dos nossos clientes e parceiros, fornecendo serviços seguros e com qualidade diferenciada, através de modernas tecnologias e elevada qualificação das pessoas, atuando com responsabilidade e gerando valor para nossos clientes, parceiros, empregados,  e para a sociedade.” Visão“Ser reconhecido como um Hospital de excelência por oferecer serviços de alta qualidade, em todos os seus segmentos e especialidades, e continuando a se expandir  com o compromisso de aperfeiçoamento contínuo e com o desenvolvimento sustentável e rentabilidade nos seus negócios.” Valores1. Respeito aos Pacientes2. Respeito aos Colaboradores3. Respeito ao  Meio Ambiente4. Excelência, Qualidade e Segurança5. Responsabilidade6. Compromisso com a Satisfação  

Mais...

BREAST AUGMENTATION

BREAST AUGMENTATION 

Breast augmentation, also known as breast implant surgery, was popularized by countless models and actresses, becoming the surgery of fashion today.However, despite the large increase in demand for this type of surgery, some myths persist. We will try to demystify some of them here. IT IS VERY IMPORTANT TO BE AWARE THAT PLASTIC SURGERY, BEAUTY EVEN, INVOLVES OBLIGATION OF MEANS AND NOT FOR PURPOSES; SECOND RESOLUTION 1621/2001 ARTICLE 4 OF THE FEDERAL COUNCIL OF MEDICINE. Thus, the aesthetic Plastic Surgery does not sell an outcome but a medium through medicine techniques can improve your physical appearance. But it can never guarantee that it will achieve the desired result.   Myths and Truths   The biggest myths is the fear of silicon could lead to the formation of breast cancer. This is not true. Although raised several years ago, this question has already been answered through a large study in the United States and one in Canada. The latter evaluated 11,676 patients who used breast implants. Both studies showed no relationship between breast cancer and the use of silicone implants.Contrary to speculations, the result of 20 years of research, breast / silicone prosthesis observed that "the prognosis of breast cancer patient was better in women who had undergone breast augmentation than in women who had no prosthesis" . Concluding that women undergoing breast augmentation acquired the good habit of examining the breasts often favoring a diagnosis early, and therefore a better prognosis. For some time it has been speculated that the silicone prosthesis could bring harm to women's health (breast cancer, arthritis, etc..). After extensive studies conducted by the United States, was the lack of any proven harm the silicone prosthesis for women's health. Another frequent question is whether in case of pregnancy will be no problem regarding breastfeeding. As the implant is placed below the mammary gland, there is no interference with breastfeeding, this can be performed normally. And after pregnancy, what about cancer?The breast prosthesis behaves like a prosthesis with no, or it increases during pregnancy and lactation and regress after this. So, like any cancer, there may be a slight ptosis (drooping breast) after breastfeeding, due to the existence of excess skin provided by distention during pregnancy. The solution may be to increase the size of the prosthesis to distend the excess skin, or removing the excess. It is important to note that this solution is the same for those who do not have breast implants.   Indication   A breast lift, also known as breast prosthesis surgery is indicated for women with small breasts or had greatly reduced their breasts after breastfeeding, with no ptosis (drooping of the breasts). Leonardo Araujo Araujo and say that the surgeon has no merit in this surgery, if the breasts are beautiful before, will stay beautiful and great if the breasts have any degree of pitose (fall), will continue droopy and large. It is very important that this information was very clear: breast augmentation does not "raise the breasts, only increases the volume." Currently, the implantation of silicone mammary prosthesis is the most popular plastic surgery due to high rates of satisfaction and rapid recovery.   Type of anesthesia   Local with sedation.   Surgical Technique   A breast implant can be placed through three different incisions: periareolar (shrouded the areola), submammary (below the breast crease), or axillary (through the armpit). The location of the implant may also be in two different places: the bottom below the muscle or gland. Each method has its advantages and disadvantages, the choice should be made jointly by the physician and patient, after discussion about the pros and cons of each technique. Periareolar - when the incision is chosen in a half moon round the lower portion of aoreola. It's a great option, usually imperseptível and the scar is located exactly on the change of color of the skin of the areola to the breast skin. May be limited or even contraindicated by the size of aorela. The disadvantage is in the case of any change scar as hypertrophy, enlargement, or change in color, or need scar correction, the regularity of the boundary of aoreola may be impaired. Regarding the possibility of change sensitivity or difficulty breastfeeding, this is not true, is myth. Submamáry - when the chosen incision is below the breast, exactly in the groove (doubles) infra-mammary fold. It's a great option, the most chosen by women, and preferred by Dr. Leonardo Araújo. The big advantage is that in case of any change cicatrizcial, scar correction is easier and without compromising the noble parts of the breast, nipple and aoreola. Axillary - when the chosen access route is the armpit. The advantage is the absence of scars on the breasts. And the disadvantage is the presence of some papers questioning the possibility of change in the architecture of the lymphatic drainage of the breast to the axillary lymph with consequent impairment in the staging of breast cancer when present. But nothing scientifically proven.   Retroglandular (behind the gland) or retromuscular (behind the muscle) - all two techniques are great, all the two techniques the prosthesis will be positioned behind the gland, not compromising breastfeeding or routine examinations of the breasts, mammography, ultrasound and self-test. All two techniques were always natural breasts. Gland behind the myths that are more natural and muscle behind the breast does not pitosa (falls) over time, are not true.   Behind the gland is true that the x-ray technician will have greater difficulty in positioning the breasts on mammography, but mammography for evaluation of breast cancer specialist or radiologist will not hinder the analysis. Thus, not hinders absolutely nothing in routine prevention of breast cancer. Behind the muscle is true that the postoperative period is more painful, but we currently have medicines that can perfectly control  this discomfort. It is also true that this technique requires the use of a track above the breasts to prevent the dentures move superiorly from its place, and may require new procedure for repositioning. And there are situations it is only possible to use this technique because of a high degree of atrophy (decrease) gland. The surgeon will always try to meet the request of the client with respect to the size of the…

Mais...

Silicone volta a conquistar o mundo da cirurgia plástica

Silicone volta a conquistar o mundo da cirurgia plástica 

  Pouco mais de seis anos depois que a FDA, a agência reguladora do setor de alimentos e medicamentos dos Estados Unidos, aprovou o uso de implantes de seios de silicone em cirurgias plásticas, eles estão voltando a conquistar o mercado. Em 2012, 72% das cirurgias para o aumento de seios usaram próteses de silicone e 28% usaram implantes de solução salina. Em 2006, ano da aprovação nos EUA, apenas 19% das cirurgias usaram silicone, de acordo com as novas estatísticas divulgadas ontem pela Sociedade Americana de Cirurgia Plástica Estética, um grupo de mais de 2.600 cirurgiões plásticos. Cirurgiões e pacientes dizem que os implantes de silicone se parecem mais aos seios naturais. Mas a FDA proibiu seu uso em cirurgias estéticas em 1992, após denúncias de que os dispositivos se romperam.  As complicações especuladas nunca foram confirmadas e quando a FDA confirmou a aprovação, afirmou que os implantes de silicone são "seguros e eficazes". Ainda assim, em um relatório de 2011, a FDA observou que apenas 20% dos pacientes que recebem implantes de silicone para aumentar os seios precisarão removê-los dentro de 10 anos. Entre as complicações potenciais que eles podem causar estão infecção, cicatrizes e um endurecimento da área ao redor do implante chamado de contratura capsular. Nos últimos anos, foram feitos avanços na tecnologia adotada nos implantes de silicone. Os implantes também estão mais firmes. "Se você corta um deles no meio e o aperta, o silicone vai sair pela extremidade aberta, mas se você libera a pressão, ele volta". A mamoplastia, ou aumento de seios, foi o procedimento cirúrgico cosmético mais frequente em 2012 nos EUA, segundo as novas estatísticas da sociedade de cirurgia plástica estética. As estatísticas, que também cobrem muitos outros tipos de cirurgia e outros procedimentos menos invasivos, foram baseadas em uma pesquisa com 772 cirurgiões plásticos, dermatologistas e otorrinolaringologistas ativos. No geral, o grupo informou que o número total de cirurgias estéticas cresceu 3,1% em 2012. A típica paciente americana que procura aumentar os seios "está em seus trinta e tantos anos e teve um ou mais filhos". Apenas 1,1% de todas as cirurgias realizadas em 2012 foram em mulheres de 18 anos ou mais jovens, de acordo com as novas estatísticas. Se há preocupação de uma ruptura, ele requer um ultrassom ou uma ressonância magnética. Implantes de solução salina são mais propensos a ondulação e outras mudanças de textura que às vezes podem ser vistas através da pele, dizem os cirurgiões.  

Mais...

Como concorrer a um par de prótese de mama de silicone?

Como concorrer a um par de prótese de mama de silicone? 

Como concorrer a um par de prótese mamária de silicone? Nesta palestra mais uma vez será realizado um sorteio de um par de prótese mamária de silicone. Participar é fácil: 1. Você precisa confirmar sua participação antecipado no  Workshop de Prótese de Mama pelos telefones DDD (31) 3291-5194, 3024-3979, ou 8606-8422, ou pelo e-mail: lt.contato@ltconsultorios.com.br. Após preencher sua ficha de cadastro e seguir as instruções, você precisa estar presente no evento.  2. No final do seminário, será realizado sorteio entre as participantes da promoção que estiverem com a sua inscrição devidamente cadastrada. 3. Toda participante receberá um formulario da promoção que sera preenchido pela própria participante e depositada em uma urna. Será realizado um sorteio através da retirada de um formulário  aleatoriamente. 4. Cada participante pode concorrer com apenas uma inscrição. Caso o mesmo participante cadastre-se mais de uma vez, será considerada somente a sua primeira inscrição. 5. A participante sorteada será contatada logo após o sorteio pessoalmente, e através do e-mail cadastrado, quando receberá as informações para resgatar seu premio. Em caso de desistência ou impossibilidade, por qualquer motivo de realizer seu procedimento até 90 (noventa) dias após a data do sorteio, será realizado novo sorteio no próximo workshop sem data pré-definida. A participante perde o direito ao prêmio. Este prêmio é intransferível. 6. As despesas de consulta médica, dos exames pré-operatórios, custos hospitalares, honorários de anestesista e equipe cirúrgica são por conta do participante. 7. Se o evento for cancelado por qualquer motivo, esta promoção também será cancelada. Não perca a chance de participar do evento! É uma ótima oportunidade para conhecer mais sobre o procedimento de mamoplastia de aumento.    IMPORTANTE: Para participar do evento e concorrer ao par de prótese de mama é necessário confirmar a presença nos telefones: (31) 3291-5194, 3024-3979, 8606-8422, 8624-1892, ou pelo e-mail: lt.contato@ltconsultorios.com.br; e preencher a FICHA DE CADASTRO.   O valor para participar do Workshop é de apenas R$ 50,00 (cinquenta reais) que deverão ser pagos através de depósito bancário. Banco do Brasil: Agencia - 3608-0; Conta - 29.568-X. LT Consultórios Médicos LTDA.   

Mais...

Implantes de silicone: saiba como tudo começou, há 50 anos

Implantes de silicone: saiba como tudo começou, há 50 anos 

  Implantes de silicone: saiba como tudo começou, há 50 anos Implante de próteses mamárias é 2ª cirurgia plástica mais realizada ao redor do mundo. Reprodução Clique para ampliar  Timmie Jean Lindsey, uma americana mãe de seis filhos, foi a primeira mulher a receber um implante de silicone para aumentar o tamanho dos seios, em 1962. Cinquenta anos depois, a operação realizada no hospital Jefferson Davis, em Houston, no Estado do Texas, tornou-se a segunda cirurgia plástica mais popular no mundo, com 1,5 milhão de procedimentos somente em 2010, perdendo apenas para a lipoaspiração. Difundidas internacionalmente, as próteses de silicone não ficaram isentas de problemas e riscos à saúde no decorrer de sua história. Nos anos 1990, os EUA chegaram a banir a cirurgia por suspeitas de que o material pudesse causar uma doença do sistema imunológico.   Para a pioneira Timmie Jean Lindsey, no entanto, o procedimento trouxe muitos benefícios. "Eu achei que eles tinham ficado perfeitos (...) Eu os sentia tão macios, igual a seios de verdade", diz a pioneira, atualmente com 80 anos. "Mas só me dei conta do resultado mesmo quando saí na rua e percebi que os homens assobiavam para mim", relembra. Embora a operação tenha melhorado sua autoconfiança – e ela gostou de receber mais atenção - Timmie nunca tinha pensado em aumentar o tamanho dos seios. O motivo de sua ida ao hospital era inicialmente a retirada de uma tatuagem nos seios, e foi aí que os médicos responsáveis pela operação lhe questionaram se ela gostaria de participar da primeira tentativa de implante de silicone da História. Mas, em matéria de cirurgia estética, outra parte do corpo incomodava mais Timmie. "Eu estava mais preocupada em colocar minhas orelhas para trás (...) Elas se destacavam muito, eu parecia o Dumbo! E eles me disseram 'faremos isso também'". Ambiciosos, os cirurgiões pioneiros Frank Gerow e Thomas Cronin foram em frente com o procedimento, mas a ideia inicial foi apenas de Gerow. "Frank Gerow apertou uma bolsa plástica com sangue e observou o quanto isso se parecia com um seio de uma mulher", indica Teresa Riordan, autora do livro Inventing Beauty: A History of the Innovations that have Made Us Beautiful ("A Invenção da Beleza: Uma História das Inovações que nos Tornaram Belas", em tradução livre). "E aí ele teve aquele momento de 'eureka', quando concebeu a ideia do primeiro implante mamário", diz.   Em busca de seios maiores Injetáveis – A parafina foi testada nos anos 1980, mas rapidamente caiu em desuso porque vazava para outras partes do corpo Transplantáveis – Nos anos 1920 e 1030 médicos tentaram remover gordura de outras partes do corpo e enxertá-las nos seios Inseríveis – Poliuretano, cartilagem, esponjas, madeira e até bolas de vidro foram experimentadas nos anos 1950 Soluções não cirúrgicas – Bombas de vácuo, aparelhos de sucção, uma gama de loções e poções, e sutiãs com enchimento Fonte: Inventing Beauty: A History of the Innovations that have Made Us Beautiful Cobaia A primeira cobaia para o implante de silicone foi uma cadela chamada Esmeralda, e o princípio básico por trás do protótipo era simples Um foguete decola com uma elevação e um forte impulso, a mesma coisa serve para o aumento dos seios", diz Thomas Biggs, que trabalhava com Gerow e Cronin em 1962 como residente em cirurgia plástica. "Eu fiquei encarregado da cadela. O implante foi colocado embaixo da pele e deixado ali por duas semanas, até ela mastigar os pontos e a prótese teve que ser removida", relembra. A operação foi considerada um sucesso e Gerow declarou que os implantes eram "tão inofensivos quanto a água". Pouco depois, sua equipe começou a procurar por mulheres dispostas a testar a novidade. Primeira a aceitar, Timmie Jean Lindsey tem apenas uma vaga lembrança do dia da operação. "Quando fui para a sala de recuperação sentia apenas bastante peso no meu peito, como se algo pesado tivesse sido colocado ali. Foi mais ou menos isso. Depois de uns três ou quatro dias a dor havia passado". O residente Biggs dividiu com o resto da equipe a animação pelo sucesso do procedimento, mas não tinha ideia do que eles tinham acabado de descobrir. "Claro que foi um pouco empolgante, mas se eu tivesse um espelho para o futuro, teria ficado estupefato. Eu não era sábio o suficiente para perceber a magnitude daquilo", conta. Impacto da inovação Um ano depois, em 1963, o real impacto da novidade começou a ser percebido quando a equipe apresentou seus resultados à Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica. "O mundo da cirurgia plástica ficou absolutamente 'em chamas' de entusiasmo", diz Biggs. Nos Estados Unidos, o momento da inovação não poderia ter sido melhor. O fim dos anos 1950 foi repleto de referências culturais que levavam a um ideal de seios grandes.  

Mais...

Silicone é seguro: FDA reconfirma a segurança dos implantes mamários de silicone gel.

Silicone é seguro: FDA reconfirma a segurança dos implantes mamários de silicone gel. 

      Cerca de 20 milhões de mulheres em todo o mundo têm implantes mamários, uma prova clara da popularidade deste dispositivo entre os pacientes que querem melhorar sua aparência ou reconstruir suas mamas após a mastectomia ou cirurgia de câncer.   No ano passado, o United States Food & Drug Administration (FDA Americano) reafirmou sua decisão de 2006, de reintroduzir gel de silicone como preenchedor dos implantes mamários no mercado dos Estados Unidos para indicações estéticas. Em declaração, o FDA explica que nenhuma nova informação surgiu para questionar a segurança ou a eficácia destes dispositivos. Isto realmente não é nenhuma novidade, já que o silicone gel é aceito a nível mundial há vários anos. O aumento da mama continua a ser a cirurgia plástica mais popular nos Estados Unidos, com cerca de 300.000 mulheres submetidas a este procedimento somente no ano passado. Segundo a Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos (ASPS), no mesmo ano, mais de 70.000 outras mulheres receberam implantes para a reconstrução mamária. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, este tipo de cirurgia ocupa também o primeiro lugar no Brasil entre as cirurgias plásticas estéticas.  

Mais...

O que mudou no mundo da cirurgia plástica.

O que mudou no mundo da cirurgia plástica. 

  Um novo conjunto rigoroso de medidas dá amparo a quem decide `a prótese mamaria. Fique por dentro das mudanças antes de se submeter às cirurgias de implante de silicone. Cerca de 60% das 700 mil cirurgias plásticas realizadas em 2011 foram para fins estéticos Apenas em 2011, os brasileiros se submeteram a 700 mil cirurgias plásticas, 10% a mais em relação ao ano anterior, segundo estimativa da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP). Cerca de 60% continuam sendo para fins estéticos. O crescimento anual desse número tem deixado os médicos e o Conselho Federal de Medicina (CFM) atentos à necessidade de novas regras e mudanças práticas que aumentem a segurança do paciente. Todo tipo de plástica está na mira das entidades da classe médica, mas a que pede maiores cuidados é a colocação de próteses de silicone.   Antes da polêmica, para autorizar a entrada dos implantes mamários no país, a Anvisa exigia dos fabricantes apenas documentos, elaborados pelas próprias empresas, atestando a qualidade dos produtos, sem fazer uma verificação própria dos testes (o mesmo valia para as próteses produzidas aqui). Para reconfigurar o sistema, a venda de novas próteses nacionais e estrangeiras ficou suspensa de 22 de março a 9 de abril, enquanto a Anvisa, em parceria com o Inmetro, definia novos critérios de qualidade. A agência instituiu, a partir de então, a obrigatoriedade de um processo semelhante ao utilizado na verificação de preservativos, que torna mais seguro o uso de próteses de silicone no país. Caso o implante cumpra com todas as exigências do órgão, a aprovação demora cerca de dois a três meses. A Anvisa pode refazer os testes a cada semestre ou em diferentes lotes da mesma empresa. A resolução estabelece ainda que o médico avise a paciente sobre os riscos da cirurgia, a expectativa de vida útil do implante, a possibilidade de interferência na amamentação e no autoexame da mama, entre outras informações que, de agora em diante, devem constar nas embalagens das próteses mamárias. Já que a paciente, em geral, não tem contato direto com o fabricante do produto, fica a cargo do médico repassar essas informações. Portanto, cobre do seu cirurgião plástico e, por segurança, exija o cartão do implante e o relatório da cirurgia, entregues após a operação. Passou no teste? No Brasil, são comercializados 50 modelos de próteses mamárias, de 18 marcas (duas nacionais e 16 estrangeiras). A partir de agora, para obter o Selo de Identificação da Conformidade do Inmetro, todas elas serão submetidas aos seguintes testes: 1. Ensaios de integridade para verificar a resistência do material: alongamento, tração, resistência ao rasgo, conferência da selagem de cada prótese. 2. Verificação dos componentes do silicone: para garantir que o material não seja quimicamente agressivo ao corpo. 3. Teste de resistência ao impacto. 4. Averiguação da pureza da composição: excluirá próteses contaminadas por substâncias nocivas, como metais. Na mesma linha de segurança máxima, em março do ano passado a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica lançou um cadastro nacional de implantes de silicone, sejam eles mamários, os tipos mais procurados, de panturrilhas, nádegas, peitoral masculino... "Somos o primeiro país do mundo a criar esse registro. Dessa forma, mapeamos quem é o paciente, as condições de saúde dele antes e depois do procedimento, qual a cirurgia realizada, onde ele foi operado e o tipo de silicone utilizado, além do nome do médico responsável". Vale lembrar que os próprios médicos são os encarregados de transmitir todas essas informações de forma idônea.  

Mais...

Mamoplastia e Gravidez

Mamoplastia e Gravidez 

     A mamoplastia de aumento, conhecida também como cirurgia de prótese de mama, é indicada para mulheres com mamas pequenas ou que tiveram grande redução de suas mamas após a amamentação, sem que houvesse ptose (queda das mamas). Costumam dizer que o cirurgião não tem mérito algum nesta cirurgia, se as mamas são bonitas antes, vão ficar bonitas e grandes; se as mamas apresentam qualquer grau de pitose (queda), vão continuar pitosadas (caidas) e grandes. É muito importante que esta informação esteje bem esclarecida: a mamoplastia de aumento não “levanta as mamas, somente aumenta o volume”. Se deseja levantar as mamas, a cirurgia indicada é a Mamopexia (que retira excesso de pele), a mulher pode no mesmo momento fazer a mamopexia e colar prótese, porém, se quer levantar é necessário a Mamopexia para retirar o excesso de pele. Atualmente, o implante de prótese mamaria de silicone é a cirurgia plástica mais procurada, devido ao alto índice de satisfação e a rápida recuperação. Doutor Leonardo Araujo e Araujo costuma dizer que "é impressionante o poder das mamas na auto-estima da mulher"! A mama com prótese se comporta igual a uma sem prótese, ou seja, ela aumenta na gravidez e amamentação e regride após esta. Logo, como qualquer mama, pode haver uma leve ptose (queda da mama) após a amamentação, devido à existência de excesso de pele proporcionado pela distensão durante a gravidez. A solução pode ser aumentar o tamanho da prótese para distender o excesso de pele, ou retirar tal excesso. É importante notar que esta solução é a mesma para quem não tem prótese mamária.  

Mais...

Atualização de 2011 sobre Prótese de Mama 

Atualização sobre a segurança dos implantes de gel de silicone da mama (2011) - Resumo Executivo apresentado pelo FDA do governo dos Estados Unidos da America.   Complicações observadas nos estudos do FDA. Revisão da literatura. Recomendações para pacientes que tem ou estão pensando em implantes mamários. Recomendações para profissionais da saúde. Conclusão. Texto original no site do FDA do Estados Unidos. Os implantes mamários são dispositivos médicos que são usados para aumentar o tamanho dos seios ou para reconstruir a mama após mastectomia ou para corrigir uma anomalia congênita. Os implantes de mama consiste em uma concha de silicone externa e um enchimento (mais comumente de silicone gel ou soro fisiológico nas salinas). Cerca de 5 a 10 milhões de mulheres em todo o mundo têm implantes de mama. De acordo com a American Society of Plastic Surgeons Clearinghouse Nacional de Estatística Processual Cirurgia Plástica , foram 296.203 procedimentos do aumento do peito e 93.083 procedimentos de reconstrução mamária realizada nos Estados Unidos em 2010. Cerca de metade dos procedimentos utilizados com solução salina e uma meia com gel de silicone. Em novembro de 2006, o FDA aprovou dois implantes de silicone com gel de silicone: o Natrelle Allergan e a MemoryGel Mentor. Como as condições de aprovação, a FDA exigiu que cada fabricante realizasse estudos pós-aprovação para caracterizar o desempenho de longo prazo e segurança dos dispositivos. Em junho de 2011, o FDA emitiu uma atualização sobre a segurança dos implantes de gel de silicone da mama. Este relatório fornece uma atualização clínica sobre os dois implantes de silicone com gel de silicone disponível nos EUA Inclui: Os dados preliminares dos estudos de pós-aprovação; Um resumo e análise de eventos adversos relatados pela FDA desde a aprovação, e A revisão e análise das recentes publicações clínicos sobre a segurança ea eficácia dos implantes de gel de silicone de mama. O relatório não se destina a fornecer uma atualização clínico abrangente sobre a segurança dos implantes de mama preenchidos com solução salina. Atualizações e outras informações sobre implantes salinos de mama podem ser encontradas no site da FDA em www.fda.gov / breastimplants.  Pós-aprovação Estudos (PAS) Como as condições de aprovação dos implantes de gel de silicone de mama, o FDA exigiu que cada fabricante realizasse seis pós-aprovação de estudos para caracterizar o desempenho de longo prazo e segurança dos dispositivos. Devido à extensão dos estudos exigidos pelo FDA (de dez anos), eles não foram todos concluídos. Os estudos pós-aprovação para implantes de gel de silicone de mama incluem: 1. Núcleo pós-aprovação Studies (Estudos Core) - Para avaliar a longo prazo o desempenho clínico dos implantes de mama em mulheres que participaram nos estudos clínicos para suportar aplicações de aprovação pré-comercial. Estes estudos foram desenvolvidos para acompanhar as mulheres durante 10 anos após a implantação inicial. 2. Grandes pós-aprovação Studies (Estudos Large) - Para avaliar resultados a longo prazo e identificar eventos adversos raros registrando mais de 40.000 pacientes com implantes mamário, acompanhando-as por 10 anos. 3. Estudos dispositivo Failure (Falha de Estudos) - Para melhor caracterizar os modos e as causas da falha de dispositivos explantados ao longo de um período de 10 anos. 4. Foco Grupo de Estudos - Para melhorar o formato e consistência. 5. Levantamento anual Médico Decisão Informada (Estudo de Decisão Informada) - Para monitorar o processo de visão da paciente implantada para as mulheres que consideram implantes de gel de silicone de mama. 6. Estudos Adjunto - Para fornecer o desempenho e as informações de segurança sobre os implantes de gel de silicone de mama desde às mulheres dos EUA de 1992-2006, antes da aprovação, quando os implantes só podem ser utilizados para a reconstrução e substituição dos implantes existentes. Esta atualização se concentra principalmente nos estudos que forneceram resultados clínicos: o Estudo Núcleo de Estudos e Large. Destes, os dados mais completo para Estudos Core. O núcleo de estudo da Allergan foram matriculados 715 pacientes e o núcleo de estudo da Mentor inscritos 1.008 pacientes. Allergan apresentou taxas de 66% de acompanhamento de 10 anos pós-implante. Mentor de 58% em acompanhamento por oito anos pós-implante. O Longo prazo, follow-up disponível para os participantes do estudo da Allergan ocorreu porque o estudo começou recrutando pacientes, aproximadamente, 20 meses antes do estudo central da Mentor. Ambas as empresas inscreverão mais de 40.000 mulheres em seus estudos de grande porte. Nestes estudos, a Allergan informações de dois anos de dados para 60% dos participantes, e Mentor coletou três anos de dados para 21% dos participantes. As complicações locais observadas pós-aprovação são consistentes com complicações observado no momento da aprovação. As complicações mais comuns e os resultados adversos incluem contratura capsular, reoperação, e remoção do implante. Outras complicações incluem ruptura do implante, rugas, ondulações, assimetria, cicatrizes, dor e infecção. Quanto mais tempo uma mulher tem implantes de gel de silicone de mama, mais provável de ter experiência de complicações locais. Uma em cada cinco pacientes de mamoplastia de aumento e um em cada dois pacientes em reconstrução primária requerem remoção do dispositivo dentro de 10 anos de implantação. Os estudos, até à data não mostram evidências de que os implantes de mama causam doenças do tecido conjuntivo, problemas reprodutivos, ou câncer de mama. Baixos índices de acompanhamento e limitações outro estudo pode limitar a interpretação dos dados e impede a detecção de complicações muito raras.   Pós-comercialização de Vigilância de Eventos Adversos   No âmbito da supervisão contínua do FDA dos implantes de mama, coleta e analisa informações de eventos adversos a partir de uma variedade de fontes. Allergan e Mentor devem apresentar relatórios de efeitos adversos sobre os implantes de gel de silicone de mama realizados após novembro de 2006 por meio de um dos dois métodos de relatórios: Relatórios médicos dispositivo (MDR) para mortes e incomuns, únicos ou incomuns eventos adversos, ou Relatórios Spreadsheet pós-comercialização (PSR) para ferimentos graves e avarias que são bem conhecidos nem esperados para ocorrer. Profissionais de saúde, pacientes e outras pessoas envolvidas que não têm a obrigação de notificação obrigatória,…

Mais...

Prótese de Glúteo

Prótese de Glúteo 

  SOLUÇÃO IDEAL?   Os cirurgiões plásticos afirmam que implantar próteses de silicone nas nádegas é tão simples quanto colocar próteses nos seios. O procedimento cirúrgico é feito: "através de uma pequena incisão vertical, alguns centímetros acima do cóccix, são criados espaços por dentro da parte mais profunda do músculo glúteo maior, e, aí, são colocados os implantes de silicone gelatinoso, semelhantes às próteses mamárias. Os resultados são muito naturais e seguros, devido à espessura da massa muscular glútea, que, mesmo atrofiada, camufla o implante, não o deixando visível ou palpável". É bastante comum pacientes terem dúvidas a respeito das próteses de silicone. "Essa falta de conhecimento deixa as pessoas receosas e reticentes quanto à opção pela gluteoplastia de aumento por meio de implante”. As próteses glúteas são bem diferentes das de mama. O envelope que contém o silicone é bem mais resistente e o gel mais espesso, o que torna a prótese mais segura. É interessante ressaltar que as próteses de bumbum fabricadas no Brasil são consideradas as melhores do mundo. Os implantes se fixam rapidamente no local onde são colocados. O gel coeso (mais espesso e com maior liga) não se espalha mesmo que seja perfurado. Na quarta semana após a cirurgia, as nádegas começam a adquirir forma normal, a região se torna menos endurecida, a prótese fica imperceptível, inclusive, ao tato, e a paciente, após alguns meses, até esquece que usa prótese. A gluteoplastia pode ser realizada assim que o contorno do corpo já esteja definido e pode ser feita em pessoas de idade avançada, desde que gozem de boa saúde e tenham autorização médica. Não há contra-indicação, mesmo para pacientes que pratiquem esportes de impacto, hipismo e que estejam sujeitas a quedas. Como em qualquer cirurgia, completa avaliação médica e exames laboratoriais são necessários e exigidos. A anestesia mais utilizada é a peridural com sedação, mas também pode-se aplicar a geral. A internação hospitalar é de 24 horas. No dia posterior, deve caminhar para acomodar melhor a prótese. Podendo voltar a sentar por volta de 15 a 20 dias. Nesse período, pode sentir dor. Mas, essa é controlada com analgésico e costuma ceder assim que a paciente começa a andar. A pessoa só pode dormir de lado ou de bruços nas quatro primeiras semanas. Depois de 15 dias, está liberada para dirigir. Atividades normais e exercícios físicos moderados podem ser feitos após 30 dias. A prática de esportes, como esqui e hipismo, está proibida durante seis meses. A paciente pode sentir um leve incômodo no local, sintoma que desaparece nas primeiras semanas. A satisfação estética, quando bem indicada, é muito grande. "As pacientes sentem-se felizes com os resultados, passam a usar roupas justas e biquíni, que antes estavam proibidas de entrar em seus guarda-roupas".

Mais...

To be happy 

Toda mulher quer se sentir feminina e deslumbrante. A cirurgias dos seios veio para complementar e realçar esse dom natural. Por isso somos apaixonados pelo que fazemos.     Assista mais videos da LT.

Mais...

Videos LT 

To be happy. Mamoplastia de Aumento 2011.

Mais...

WORKSHOP DE PRÓTESE DE MAMA 

A decisão de fazer uma cirurgia plástica não é fácil. É um momento em que você busca muitas informações para ter mais segurança na hora de escolher o seu médico, o melhor procedimento para o seu caso e os materiais utilizados em sua cirurgia.  O Workshop trata com muita seriedade esse momento e, exatamente por isso, oferecemos este seminário altamente qualificado, pronto para esclarecer todas as suas dúvidas a respeito da cirurgia de aumento dos seios com prótese de silicone. Pensando em facilitar esse momento, o Workshop de Prótese de Mama realiza todos os meses uma palestra criada especialmente para pacientes, onde o Dr. Leonardo Araújo e Araújo é um convidado especial explicam detalhadamente tudo o que envolve a realização e o pós-operatório de uma mamoplastia de aumento. Os princípios desse serviço prima pela correção ética.  Próximo evento será realizado no dia 07 de julho de 2014, segunda feira as 19 horas. Com informações incríveis para pessoas interessadas em discutir a respeito e esclarecer todas suas duvidas sobre o assunto.Os tópicos enfatizados são: técnica anestésica, técnica Cirúrgica; tempo operatório; cuidados pós-operatórios, aspectos psicológicos, segurança, Indicação, e resultados.As interessadas ainda podem ter um livro com informações detalhadas do procedimento com as perguntas e respostas mais presentes. IMPORTANTE: Para participar do evento é necessário confirmar a presença nos telefones: (31) 3291-5194 / 3024-3979 / 8606-8422 /8624-1892, ou pelo e-mail: lt.contato@ltconsultorios.com.br 

Mais...

Lipoaspiração 

Lipoaspiração. Indicação. Lipo, Mini-lipo, Lipo-light, Hidro-lipo, e Lipoescultura. Anestesia. Intercorrências. A lipoaspiração é um dos procedimentos mais realizados em cirurgia plástica e tem como objetivo remover os depósitos de gordura localizada no corpo. É muito importante salientar que a lipoaspiração não visa ao emagrecimento, mas a melhora do contorno corporal. É MUITO IMPORTANTE ESTAR CIENTE QUE A CIRURGIA PLÁSTICA, MESMO A ESTÉTICA, ENVOLVE OBRIGAÇÃO DE MEIOS, E NUNCA DE FINS; SEGUNDO RESOLUÇÃO 1621/2001 ARTIGO 4º DO CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA. Assim, a Cirurgia Plástica de estética não vende um resultado e sim um meio de através de técnicas da medicina possa melhorar seu aspecto físico. Mas nunca pode garantir que vai alcançar o resultado desejado. Os candidatos ideais para a lipoaspiração são aqueles pacientes que têm gordura localizada, mesmo praticando exercícios regularmente e mantendo uma dieta saudável. O bom resultado cirúrgico é inversamente proporcional à quantidade de gordura da pessoa. Ou seja, quanto mais magra a paciente, melhor será o resultado da cirurgia. Vai depender da indicação correta, e da capacidade de retração da pele no local lipoaspirado. PACIENTES COM EXCESSO DE PESO DEVEM PERDÊ-LO ANTES DA CIRURGIA DEVENDO REALIZÁ-LA EM SEU PESO IDEAL, OU PELO MENOS, PRÓXIMO A ELE. Quanto maior a flacidez cutânea, menor é a chance de haver um bom resultado cirúrgico somente com a lipoaspiração, inclusive podendo acentuar o excesso de pele na região.Nestes casos, é necessário associar a lipoaspiração com outros procedimentos que envolvem a retirada da pele que estará sobrando no local, com cicatrizes maiores. É importante enfatizar que a lipoaspiração não trata a “celulite”. Existe uma certa confusão entre os termos: LIPOASPIRAÇÃO, LIPO-LIGHT, MINILIPO, HIDRO-LIPO, E LIPOESCULTURA. Geralmente são conceituais e pode-se dizer que se trata de mesma conduta. A Lipoaspiração é o recurso utilizado para a confecção da Lipoescultura (independentemente se realizada somente a retirada da gordura ou a sua reintrodução em outras áreas), da lipo light, hidrolipo, e da minilipo. A lipoaspiração pode ser realizada com anestesia local (pequenos volumes), anestesia local e sedação, bloqueios peridurais, anestesia raquidiana e anestesia geral. A escolha de cada técnica depende da experiência da equipe anestésica e cirúrgica, do volume e regiões a serem tratadas, se existem cirurgias associadas à lipoaspiração e dos fatores individuais de cada paciente. No pós-operatório, a paciente recebe toda a medicação necessária para alívio da dor ou desconforto que possa ocorrer. Devido ao edema (“inchaço”) que ocorre após o procedimento, recomendamos utilizar malhas de compressão elástica e realização de drenagem linfática para alívio dos sintomas e bem-estar da paciente. O resultado definitivo é alcançado cerca de 3 a 6 meses após a cirurgia, quando o edema geralmente cedeu por completo.  Independente do tipo de anestesia, o procedimento inicia após a infiltração de uma solução com soro fisiológico na gordura a ser tratada (popularmente conhecida como hidrolipoaspiração). Após a realização dos orifícios, introduz-se na região onde está a gordura uma cânula conectada a um aparelho que produz vácuo. Com movimentos controlados de vaivém na região, a gordura é retirada do local.     INTERCORRÊNCIAS As intercorrências são situações que surgem no período pós-operatório e geralmente não interferem no resultado. São exemplos: equimoses (manchas roxas na pele), edema (inchaço), pequenos hematomas que podem drenar espontaneamente ou necessitar drenagem cirúrgica, eliminação de pontos internos (por volta de três semanas), deiscência de pontos (abertura do corte), alterações transitórias de sensibilidade etc. Outras intercorrências indesejáveis e mais complexas, que felizmente são raras: Embolia Gordurosa, infecção, grandes hematomas que precisam ser drenados, necrose de pele, manchas e irregularidades definitivas, e as intercorrências pertinentes a qualquer procedimento cirúrgico. A existência destas intercorrências não deve ser transmitidas a seus amigos e familiares. Eles poderão deixá-la insegura, nada podendo fazer efetivamente para ajudá-la. Isto gera angústia dúvidas e insegurança. CONTINUAR CONFIANDO NO SEU MÉDICO É O MELHOR CAMINHO E ELE SABERÁ COMO LHE AJUDAR, POIS SÓ ELE SABE REALMENTE COMO FOI REALIZADA A SUA CIRURGIA.  É muito IMPORTANTE que somente o seu cirurgião ou membros de sua equipe (autorizado) possam tomar qualquer decisão quanto alguma conduta com relação ao pós-operatório, por mais simples que pareça. Na mulher, devido a fatores genéticos e/ou hormonais, a gordura geralmente acumula-se na região dos quadris e membros inferiores, e os homens geralmente apresentam este acúmulo na região abdominal.A lipoaspiração vem sendo utilizada rotineiramente há mais de 25 anos, e durante este tempo, as técnicas e instrumentos utilizados para sua execução evoluíram consideravelmente. A grande popularidade da lipoaspiração também se deve pelo fato de ela ser realizada através de cicatrizes mínimas (± 1cm) que, propositalmente, são colocadas em regiões menos evidentes do corpo, como as dobras naturais da pele e as áreas onde o paciente poderá ocultá-las com roupas íntimas ou de banho.

Mais...

MAMOPLASTIA 

Simetria e Assimetria. Cicatrizes. Funções das Mamas. Quando operar. Cuidados pré-operatórios. A cirurgia. Orientações pós-operatórias. Observações Importantes. Intercorrências. Evolução a longo prazo. Importante. Mastoplastia ou mamoplastia é o nome dado para as cirurgias das mamas. Alguns tipos de mastoplastia podem ser diferenciados e especificados de acordo com a finalidade da cirurgia, por exemplo:- Mastoplastia redutora que objetiva diminuir o volume e dar nova forma às mamas;- Mastoplastia de aumento que acrescentam próteses mamárias (de silicone ou outros produtos) para projetar esteticamente ou preencher deformidades adquiridas;- Mastopexia ou cirurgia para corrigir a queda, com pequena ou nenhuma redução de volume associada;- Mastoplastia de equilíbrio na qual o objetivo é equilibrar as assimetrias muito evidentes. As técnicas de mamoplastia redutora ou mamopexia realizadas pelos cirurgiões brasileiros ficaram internacionalmente conhecidas, tamanha era a procura pelo procedimento de redução mamária no país.A cirurgia enfatiza, principalmente, adequar o tamanho da mama às proporções de cada paciente, levando em consideração a posição das aréolas e o contorno mamário. A mamopexia ou mamoplastia redutora pode melhorar significativamente a qualidade de vida, principalmente em relação aos problemas posturais, dificuldade em vestir-se, em praticar esportes e também na esfera emocional. É MUITO IMPORTANTE ESTAR CIENTE QUE A CIRURGIA PLÁSTICA, MESMO A ESTÉTICA, ENVOLVE OBRIGAÇÃO DE MEIOS, E NUNCA DE FINS; SEGUNDO RESOLUÇÃO 1621/2001 ARTIGO 4º DO CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA. Assim, a Cirurgia Plástica de estética não vende um resultado e sim um meio de através de técnicas da medicina possa melhorar seu aspecto físico. Mas nunca pode garantir que vai alcançar o resultado desejado.Geralmente, o procedimento é realizado com anestesia local e sedação, ou bloqueio intercostal, ou peridural. As incisões são cuidadosamente posicionadas para que as cicatrizes sejam menos evidentes e possam ser escondidas pelas roupas íntimas e trajes de banho.Aqui neste informativo estaremos considerando as cirurgias redutoras e as correções de ptoses (quedas) mamárias.As mastoplastias redutoras ou mastopexias visam alcançar proporções mais harmônicas entre as mamas, o tórax e conseqüentemente com o conjunto corporal. Na maioria das vezes as reduções mamárias são acompanhadas da correção de algum grau de ptose e/ou assimetria existente.  É extremamente importante ressaltar que todos nós somos assimétricos, uma orelha diferente da outra, uma narina diferente da outra, uma mama diferente da outra, um culote maior que o outro; nós somos assimétricos por dentro e por fora: do lado esquerdo temos um coração, do lado direito não; de um lado temos um fígado, do outro não, uma baço, etc. As diferenças das mamas sempre estão presentes. Assim, podemos dizer que a igualdade de forma e tamanho das mamas não pode ser alcançada por nenhum cirurgião, apesar de termos este objetivo. Se a própria natureza não as fez idênticas, pode-se imaginar que este objetivo não é tão simples de ser alcançado. Não preocupe com as assimétricas que sempre são mais percebidas no pós-operatório, após os três meses tudo voltará ao normal.   As cirurgias de redução ou pexia das mamas sempre deixam cicatrizes, cuja forma, tamanho e posição variam de acordo com a técnica empregada, o volume e os excessos de pele e de tecido mamário, a qualidade da pele etc. Costuma-se dizer que “as mamas terão as cicatrizes que merecem” em função das suas condições antes da cirurgia. Cada técnica tem sua indicação apropriada e pode estar certa de que para alcançar forma e tamanho desejados lhe será indicada a técnica que deixará as melhores e menores cicatrizes possíveis para o seu caso específico. Atualmente as técnicas mais comuns deixam as cicatrizes mamárias em forma de “L”, “T” invertido, e/ou ao redor da aréola, que geralmente vão adquirir com o tempo, o aspecto de uma linha de tonalidade semelhante à da pele e localizadas em áreas que possam, na maioria das vezes, ser encobertas pelas vestes de banho. Menos freqüente, pode ocorrer o inverso e as cicatrizes sofrerem um alargamento, ou tornarem-se grossas, altas e duras, formando quelóides. Estes estão relacionados à qualidade da pele e não ao modo como foi realizada a cirurgia. Se ocorrerem, seu médico lhe dará toda a orientação de tratamento adequado, indicando, quando pertinente, uma cirurgia oportuna para o retoque. Porém, as cicatrizes existem e são permanentes. Dr. Leonardo Araújo sempre pergunta para suas clientes que pretendem realizar mamoplastia redutora ou mamopexia (levantar as mamas): "Você tem certeza que quer trocar sua mama um pouco grande ou um pouco caida por uma mama com cicatriz?" Tanto a redução quanto o aumento das mamas normalmente preservam todas as suas funções. Lactação (produção do leite) e sensibilidade geralmente são mantidas dependendo da técnica utilizada e desde que estas condições já existam antes da cirurgia. Estudos mundialmente divulgados referem até cerca de 18% de problemas de amamentação em pacientes que nunca operaram suas mamas. Assim, esta dificuldade no aleitamento poderá não estar associada à cirurgia. Entretanto, o processo de aleitamento materno poderá estar comprometido pelas cicatrizes resultantes da cirurgia. Logo após a operação pode haver uma diminuição da sensibilidade que aos poucos irá retornando ao normal. Obviamente que nos casos de ablação da glândula mamária para tratamento de uma doença benigna ou maligna ou ainda nas grandes ressecções (chamadas gigantomastias) estas funções podem estar comprometidas. Em algumas pacientes, mesmo mamas pequenas ou médias podem perder parte da sensibilidade. As mastoplastias estéticas podem ser realizadas a partir do completo desenvolvimento das mamas. Isto tem ocorrido mais precocemente nas últimas décadas devido às mudanças impostas pelas alterações dos hábitos de vida, como o uso freqüente de hormônios femininos e o início da atividade sexual, dentre outros fatores. Assim, a partir dos 14 a 15 anos já é possível operar as adolescentes com desenvolvimento completo das mamas, atendendo suas necessidades estéticas (geralmente 2 a 3 anos após a 1ª menstruação). Ao considerarmos o período de lactação, recomendamos aguardar pelo menos 6 meses após interrompê-lo para programar sua cirurgia. Após conversar com seu médico e esclarecer todas as suas dúvidas, ele lhe indicará alguns exames de rotina que recomendamos sejam feitos cerca de 10 dias antes da cirurgia. Também uma avaliação clínico-cardiológica (risco cirúrgico) será solicitada. Em…

Mais...

LEONARDO ARAÚJO 

Biografia   Leonardo Araujo e Araujo é mineiro de Lagoa da Prata. Cursou medicina pela Faculdade de Medicina de Barbacena. Durante a infância e a adolescência, sua paixão eram os amigos, a familia, a natureza e o esporte. A paixão pelo trabalho Léo herdou da mãe, Rachel Bernardes de Araujo, uma mulher sensível e dedicada, que lhe deu dois irmãos: Marconi Araujo e Ragel Avelina Araujo. A vocação pela medicina só surgiu após o término dos estudos secundários, ja estudando na capital mineira, Belo Horizonte. Primeiras Influências. A arte de viver. A Familia. A Busca do Conhecimento. Algumas Palavras. Primeiras influências "A Medicina dá o prazer de ser prestativo. O médico é util a todos." Movido por este desejo, Leonardo Araujo começou a traçar o próprio destino. O primeiro passo foi o curso de medicina na Faculdade de Medicina de Barbacena, onde se formou no final do ano de 1998. A arte de viver  Assim como as matérias básicas da profissão, sua visão de coletividade, o senso de trabalho em equipe e a procura por conhecimento de forma abrangente foram fundamentais para sua formação como médico.    Uma amorosa base familiar e sólidas amizades, como Edson de Castro Maciel, Fabricio Azevedo Silva, Eugenio Ferreira da Silva, Alexa Bizerra, Sergio Octaviano Ribeiro, Rodrigo Araújo Costa, e Gustavo Rodrigues Ferreira moldaram os alicerces de uma personalidade marcada pelo prazer do convívio com seus semelhantes e por uma curiosidade permanente. "A vida me ensina todos os dias. Procuro harmonizar minha vida entre trabalho, familia, e amigos".   A Família Este prazer de viver Leonardo Araujo compartilha com todos que ele tem o prazer de conhecer. Os momentos disponíveis do médico para o lazer têm sido intensamente desfrutados com a família sua esposa Tatiana Gontijo Coura, juntos desde 1997,  e seus filhos Gabriela G.C. Araujo, Leticia G.C. Araújo, e Davi G.C. Araújo. Sempre fez da familia sua base.   A Busca do Conhecimento No final de 2002, após três anos de especialização em cirurgia geral no Hospital Madre Teresa, na equipe dos cirurgiões Dr. Eduardo Godoy, e Dr. José Geraldo de Souza Lima; foi aprovado para residência de cirurgia plástica no hospital Mater Dei, serviço de referência e credenciado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Especializou-se em cirurgia plástica de estética por três anos monitorado diretamente pelo seu preceptor Teófilo Taranto. Concluindo sua especialização, no ano de 2005, tornou-se {tooltip}membro aspirante{end-texte}Para tornar-se membro da SBCP, além de ter cursado Medicina em uma escola reconhecida pelo MEC, é necessário realizar dois anos de ciruriga geral e três anos de cirurgia plástica em serviços reconhecidos. Após este período o cirurgião pode tornar se membro aspirante; para ser membro especialista necessita a realização de provas escritas e orais realizadas em Brasilia; para tornar-se membro titular necessita a apresentação de trabalho no congresso brasileiro de cirurgia plástica. Somente os membros titulares podem votar e serem votados para presidente da sociedade.{end-tooltip} da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP).   Quero deixar registrado meu agradecimento pela confiança depositada em mim e no meu trabalho. Algumas palaras. Workshop de Mamoplastia de Aumento. Assita o video: "To be happy". 

Mais...

PRÓTESE DE MAMA

PRÓTESE DE MAMA 

 A mamoplastia de aumento, mais conhecida como cirurgia da prótese de mama, foi popularizada por inúmeras modelos e atrizes, tornando-se a cirurgia da moda atualmente. Porém, apesar do grande aumento na procura deste tipo de cirurgia, alguns mitos persistem. Tentaremos aqui desmistificar alguns deles.   Tradução em inglês (ENGLISH) Mitos eVerdades Indicação Anestesia Técnicas Cirúrgicas Intercorrências Principais queixas e Intercorrências Proteses Video You Tube Custo Nanotecnologia e prótese de mama É MUITO IMPORTANTE ESTAR CIENTE QUE A CIRURGIA PLÁSTICA, MESMO A ESTÉTICA, ENVOLVE OBRIGAÇÃO DE MEIOS, E NUNCA DE FINS; SEGUNDO RESOLUÇÃO 1621/2001 ARTIGO 4º DO CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA. Assim, a Cirurgia Plástica de estética não vende um resultado e sim um meio de através de técnicas da medicina possa melhorar seu aspecto físico. Mas nunca pode garantir que vai alcançar o resultado desejado.    Mitos e Verdades O maior dos mitos é o temor do silicone poder levar à formação do câncer de mama. Isto não é verdade.  Apesar de levantada há vários anos atrás, esta questão já foi esclarecida através de um grande estudo realizado nos Estados Unidos e outro no Canadá. Este último avaliou 11.676 pacientes que usaram prótese mamária. Ambos estudos mostraram não haver relação entre o câncer de mama e o uso das próteses de silicone. Contrariando as expeculações, o resultado de 20 anos de pesquisa, câncer de mama / prótese de silicone observaram que “o prognóstico do câncer de mama apresentava-se melhor nas mulheres que haviam submetidas a mamoplastia de aumento do que nas mulheres que não tinham protese”. Concluindo que as mulheres submetidas a mamoplastia de aumento adquiriram o bom habito de examinarem as mamas frequentemente, favarocendo um diagnostico precoce, e consequentemente um prognostico melhor. Durante algum tempo especulou-se que a prótese de silicone poderia trazer prejuízo à saúde da mulher (câncer de mama, doenças reumáticas, etc.). Após extensos estudos realizados pelos Estados Unidos, ficou comprovada a inexistência de qualquer malefício da protese de silicone para a saude da mulher. Outra dúvida freqüente é se em caso de gravidez haverá problema quanto à amamentação. Como a prótese é colocada abaixo da glândula mamária, não existe interferência nenhuma na amamentação, podendo essa ser realizada normalmente. E depois da gravidez, o que acontece com mama? A mama com prótese se comporta igual a uma sem prótese, ou seja, ela aumenta na gravidez e amamentação e regride após esta. Logo, como qualquer mama, pode haver uma leve ptose (queda da mama) após a amamentação, devido à existência de excesso de pele proporcionado pela distensão durante a gravidez. A solução pode ser aumentar o tamanho da prótese para distender o excesso de pele, ou retirar tal excesso. É importante notar que esta solução é a mesma para quem não tem prótese mamária. Indicação A mamoplastia de aumento, conhecida também como cirurgia de protese de mama, é indicada para mulheres com mamas pequenas ou que tiveram grande redução de suas mamas após a amamentação, sem que houvesse ptose (queda das mamas). Leonardo Araújo e Araújo costuma dizer que o cirurgião não tem mérito algum nesta cirurgia, se as mamas são bonitas antes, vão ficar bonitas e grandes; se as mamas apresentam qualquer grau de pitose (queda), vão continuar pitosadas e grandes. É muito importante que esta informação esteja bem esclarecida: a mamoplastia de aumento não “levanta as mamas, somente aumenta o volume”. Atualmente, o implante de protese mamaria de silicone é a cirurgia plástica mais procurada, devido ao alto indice de satisfação e a rapida recuperação. Tipo de anestesia Local com sedação. Técnica Cirúrgica A prótese de mama pode ser colocada através de 3 incisões diferentes: periareolar (envolta da aréola), submamária (abaixo no sulco da mama), ou axilar (através da axila). A localização da prótese também pode ser em dois espaços diferentes: embaixo da glândula ou abaixo do músculo. Cada método tem suas vantagens e desvantagens, devendo ser a escolha feita em conjunto pelo médico e paciente, após discussão sobre os prós e contras de cada técnica. Periareolar – quando a incisão escolhida é em meia lua contornando a porção inferior da aoreola. É uma ótima opção, geralmente, a cicatriz fica imperseptível e localizada exatamente na mudança de cor da pele da areola com a pele da mama. Podendo ser limitada ou até contraindicada pelo tamanho da aorela. A desvantagem é no caso de qualquer alteração cicatrizcial como hipertrofia, alargamento, ou alteração na coloração, ou nessecidade de correção da cicatriz, a regularidade do contorno da aoreola possa ficar prejudicado. Quanto a possibilidade de altereção da sensibilidade ou dificuldade de amamentação, isto não é verdade, é mito. Submamária – quando a incisão escolhida é abaixo da mama, exatamente no sulco (dobra) infra-mamário. É uma ótima opção, a mais escolhida pelas mulheres, e a preferida pelo Dr. Leonardo Araújo. A grande vantagem é que no caso de qualquer alteração cicatrizcial, a correção da cicatriz é mais fácil e sem comprometimento das partes nobres das mamas, aoreola e mamilo. Axilar – quando a via de acesso escolhida é a axila. A vantagem é a ausência de cicatriz nas mamas. E a desvantagem é a presença de alguns trabalhos questionando a possibilidade da alteração na arquitetura da drenagem linfática das mamas para os ganglios axilares com consequente comprometimento no estadiamento do câncer de mama quando presente. Porém, nada cientificamente comprovado.     Retroglandular (atras da glandula) ou retromuscular (atras do músculo) – todas as duas técnicas são ótimas, todas as duas técnicas a prótese vai ficar posicionada atras da glandula, não comprometendo a amamentação, nem os exames de rotinas das mamas, mamografia, ultrassom, e o auto-exame. Todas as duas técnicas as mamas ficaram sempre naturais. Mitos que atras da glandula são mais naturais, e que atras do muscúlo a mama não pitosa (cai) com o tempo, não são verdades.  Atrás da glandula é verdade que o tecnico de raio-x terá maior dificuldade em posicionar as mamas no mamográfo, porém, a mamografia para avaliação do mastologista ou do radiologista não vai dificultar a analise. Assim, não atrapalha em absolutamente nada nos exames de rotina para…

Mais...

Abdominoplastia

Abdominoplastia 

Abdominoplastia / Dermolipectomia Abdominal Perguntas e respostas. Recomendações pré e pós-oeratórios. Interdorrências. A parede do abdômen é constituída de uma série de camadas que envolvem e protegem os elementos que estão colocados no interior da cavidade abdominal. Se forem analisadas essas camadas observaremos, abaixo da pele, uma grossa camada, chamada de subcutâneo, que é constituída fundamentalmente de tecido gorduroso. Mais profundamente, encontramos três capas superpostas de tecido muscular. Esses músculos formam a parede muscular que permite o esforço de contração abdominal com compressão das estruturas profundas viscerais. No momento em que realizamos um determinado esforço, por exemplo, o esforço da defecação, esses músculos se contraem e comprimem estruturas profundas, desencadeando uma determinada ação. De todas as regiões do organismo, a parede abdominal é, provavelmente, uma das que mais freqüentemente acumula gordura, a qual se deposita no subcutâneo. A parede abdominal é sujeita à alterações importantes em determinadas fases do ciclo de vida de alguns indivíduos. Nas mulheres, durante a GESTAÇÃO, pelo desenvolvimento de maneira bastante volumosa do útero no interior do abdome, ocorre um distenção importante de toda a cavidade, fazendo com que os músculos reto-abdominais afastem-se na linha média; onde existe uma linha fibrotica vertical que passa pela cicatriz umbilical onde os grupos musculares do lado direito e do lado esquerdo unem-se. Quando ocorre o aumento intra-abdominal gestacional, esta linha sofrer um processo de afastamento, chamado do diastase. Esta diastase faz com que, na linha média, possam aparecer hérnias que podem tornar-se mais ou menos volumosas, dependendo do grau de pressão intra-abdominal e do grau de alteração da parede muscular. Essas modificações internas manifestam-se na porção externa da parede abdominal com alterações mais ou menos volumosas, e flacidez. A cirurgia abdominal, abdominoplastia com plicatura (costura) dos músculos reto-abdominais é o procedimento para o tratamento da diastase, e a dermolipectomia (retirada do excesso de pele) abdominal, o tratamento para a flacidez.     Normalmente, as seguintes perguntas são feitas pelos (as) pacientes ao seu cirurgião plástico, por ocasião da consulta inicial:  · P: QUANTOS QUILOS VOU EMAGRECER COM A DERMOLIPECTOMIA ABDOMINAL? · R: Sendo uma cirurgia que retira determinada quantidade de pele e gordura, evidentemente haverá uma redução no peso corporal, que varia de acordo com o volume do abdome de cada paciente. Não são, entretanto, os “quilos” retirados que definirão o resultado estético, mas sim as proporções que o abdome mantenha com o restante do tronco e os membros. Paradoxalmente, os abdomes que apresentam melhores resultados estéticos são justamente aqueles em que se fazem as menores retiradas. Assim é que a maioria das mulheres apresentam certa “flacidez” do abdome após 1 ou vários partos, com predominância de pele sobre a quantidade de gordura localizada na região. Estes casos nos permitem excelentes resultados. Em outros casos, em que o paciente está com o peso acima do normal, o resultado também será compensatório e proporcional ao restante do corpo; entretanto, vale a pena lembrar que “excesso de gordura” em outras regiões vizinhas do abdome ainda existirão, o que nos leva a aconselhar àquelas que assim se apresentem a prosseguir com um tratamento clínico ou fisioterápico de emagrecimento, para equilibrar as diversas partes entre si. Esta cirurgia não é realizada para emagrecer. · P: A CIRURGIA DO ABDOME DEIXA CICATRIZ MUITO VISÍVEL? · R: Sim. A cicatriz resultante de uma dermolipectomia abdominal (abdominoplastia) localiza-se horizontalmente logo acima da implantação dos pêlos pubianos, prolongando-se lateralmente em maior ou menor extensão, dependendo do volume do abdome a ser corrigido. Esta cicatriz é planejada para ficar disfarçada sob as roupas de banho (há casos, mesmo em que a própria “tanga” poderá ser usada), e infalivelmente passará por vários períodos de evolução, como se segue:  a-    PERÍODO IMEDIATO: Vai até o 30º dia e apresenta-se com aspecto excelente e pouco visível. Alguns casos apresentam discreta reação aos pontos ou ao curativo.  b-    PERÍODO MEDIATO. Vai do 30º dia até o 12º mês. Neste período haverá espessamento natural da cicatriz, bem como mudança na tonalidade de sua cor, passando de “vermelho” para o “marrom”, que vai, aos poucos, clareando. Este período, o menos favorável da evolução cicatricial, é o que mais preocupa as pacientes. Como não podemos apressar o processo natural da cicatrização, recomendamos às pacientes que não se preocupem, pois o período tardio se encarregará de diminuir os vestígios cicatriciais. c-    PERÍODO TARDIO: Vai do 12º ao 18º mês. Neste período, a cicatriz começa a tornar-se mais clara e menos consistente atingindo, assim, o seu aspecto definitivo. Qualquer avaliação do resultado definitivo da cirurgia do abdome deverá ser feita após este período. · P: EM QUANTO TEMPO ATINGIREI O RESULTADO DEFINITIVO? · R: Na resposta anterior foram feitas algumas ponderações sobre a evolução da cicatriz. Entretanto, resta ainda acrescentar algumas observações sobre o novo abdome, no que tange à sua consistência, sensibilidade, volume, etc. Nos primeiros meses, o abdome apresenta uma insensibilidade relativa, além de estar sujeito a períodos de inchaço, depressões, irregularidades, assimetrias, e retrações que regride espontaneamente. Nesta fase, poderá ficar com aspecto de “esticado” ou “plano”. Com o decorrer dos meses, tendo-se iniciado os exercícios orientados para modelagem, vai-se gradativamente atingindo o resultado definitivo. Nunca se deve considerar como definitivo qualquer resultado, antes de 6 a 18 meses de pós-operatórios. Porem, após o terceiro mês já encontraremos um resultado satisfatório. · P: É VERDADE QUE SERÁ FEITO UM NOVO UMBIGO? · R: Não. O seu próprio umbigo será preservado, mas com uma cicatriz ao seu redor, ou em alguns casos com sua implantação um pouco mais baixa que a anterior. Deve-se levar em conta que, circundando o umbigo existirá uma cicatriz que sofrerá a mesma evolução da cicatriz inferior (descrita acima). Várias técnicas existem para a reimplantação do umbigo. Todas elas são passíveis de futuras revisões cirúrgicas, caso venha a ser necessário. Isto acontece em decorrência da anomalia na evolução cicatricial de certas pacientes, e é passível de correção, mediante uma pequena cirurgia sob anestesia local, após alguns meses. · P: A DERMOLIPECTOMIA ABDOMINAL CORRIGE AQUELE EXCESSO DE GORDURA SOBRE A REGIÃO DO…

Mais...

Hospital Dia LT Diamond

Hospital Dia LT Diamond 

O LT Diamond Hospital idealizado pelo Dr. Leonardo Araújo e Araújo foi projetado e construído em 2012 com a ideia de disponibilizar um Centro Cirúrgico SEGURO e MODERNO, com normas e procedimentos protocolados a um grupo pré-selecionado de médicos de diferentes especialidades cirúrgica e medicina reprodutiva para oferecer um atendimento ideal e diferenciado aos seus clientes.        A LT recebe-o em ambientes que preservam a sua identidade, com uma decoração e serviço únicos, de qualidade excepcional. Referência em Cirurgia Plástica, o hospital, onde o cliente é recepcionado em ambiente acolhedor; com um moderno centro cirúrgico equipado e planejado para a segurança e conforto dos pacientes; quatro leitos de UTI para recuperação pós-anestésica; consultórios para atendimento ambulatorial com suporte pós-operatório e check up pré-operatório completo.      Com larga experiência em cirurgia plástica, a equipe da LT Consultórios  é formada por anestesistas, angiolostas, dermatologista, ginecologistas, especialistas em medicina reprodutiva, nutricionista, clínicos, intensivistas e cirurgiões de diversas especialidades. O corpo clínico, conta com profissionais altamente qualificados e permanentemente atualizados com os constantes avanços da medicina. Belo Horizonte -Avenida Olegário Maciel, 1.453. Bairro Lourdes. Telefones: 31 3291-5194 / 3024 3979 / 8606-8422.  

Mais...

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25


NOVO ENDEREÇO: Belo Horizonte AVENIDA OLEGÁRIO MACIEL, 1.453. BAIRRO LOURES.
 Telefones: 31 3291-5194 / 3024-3979 / 8606-8422 / 8624-1892.